Google+ Badge

COMPARTILHE

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

NIETZSCHE: FILÓSOFO DO NAZISMO?

Gerson N. L. Schulz


Friedrich Nietzsche
No dia 25 de agosto passado se completaram 109 anos da morte do filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900). Não é possível num pequeno artigo dizer tudo o que Nietzsche representa para a filosofia, mas como em primeiro de setembro aniversaria também a II Guerra Mundial, gostaria de refletir sobre a pseudo-influência nietzschiana sobre o nazismo. Nietzsche não era anti-semita. Este termo, definido para designar a hostilidade contra os judeus em 1879, baseia-se na teoria que considera a raça ariana superior, tanto fisicamente como pelo caráter e pela inteligência. Nietzsche falava em "homem superior", não necessariamente o homem branco, europeu e etc.

Em 1883-4 a Europa foi tomada novamente pela onda anti-semita. Período em que Elisabeth Nietzsche (irmã do filósofo) conhece Bernhard Förster, anti-semita convicto, e se torna sua noiva. Discordando das idéias do cunhado, em 2/04 de 1884, Nietzsche rompe com a irmã quando ela anuncia seu casamento e também adere ao anti-semitismo. No mesmo ano, Nietzsche afasta-se de seu editor, Schemeitzner, acusando-o também de anti-semita. Ao iniciar 1886, Elisabeth e Bernhard partem para o Paraguai para fundar sua colônia Teutônica que faliu em 1889 (ano em que nasce Hitler na Áustria). Após a morte de Nietzsche, a irmã (já viúva) funda o Nietzsche-Archiv em Naumburg e, a partir daí, assume o controle dos escritos nietzschianos.

Bandeira com a cruz suástica gamada
tendo à frente o símbolo de proibido

RACISMO É CRIME
Em 1921 quando Adolf Hitler assume a presidência do Nationalsozialistichen Deutschen Arbeiterpartei (Partido Nazista), o anti-semitismo ressurge com força total em suas idéias 'salvacionistas'. Hitler, após ter sido servente de pedreiro, candidato a aluno de artes e cabo do exército na I Guerra, tenta em 1923, um golpe de Estado (Putsch da cervejaria) que o condena à prisão. Lá redige Mein Kampf com as bases do nazismo. Hitler acusava os judeus de terem traído a Alemanha na I Guerra e de serem os responsáveis pela miséria alemã porque muitos controlavam grandes bancos e fábricas. Em 1929, com o aumento da crise mundial devido à quebra da Bolsa de valores, os nazistas ganham apoio popular. E em 1932, Hitler se elege deputado. Mas é em 1933 que Von Hindenburg (presidente da República) nomeia Hitler chanceler. Feito isto, Hitler funde os cargos de presidente e primeiro ministro e torna-se o Führer (condutor) da Alemanha. Inicia-se o nazismo que culmina derrotado em fins de abril de 1945.


Elisabeth Nietzsche
1846-1935
Mas, enfim, porque associam Nietzsche ao nazismo? Porque sua irmã viveu sob o regime hitlerista efetuando, de posse dos arquivos Nietzsche, grotescas modificações nos escritos do irmão para agradar aos nazistas e tornar Nietzsche popular. Ela, inclusive, presenteou Hitler com a bengala do filósofo. Foi assim, por exemplo, que a idéia de Übermench (mal traduzida como super-homem) foi tida como sinônima de 'super-homem-alemão-soldado-nazista'. Nietzsche nunca afirmou isso. Para ele, inclusive, os alemães eram a pior espécie da Europa. A idéia de além-do-homem significa a auto-superação e o repúdio à hipocrisia da cultura judaico-cristã europeizada.